O que são e para que servem as goji berry

Originária das montanhas do Tibet, na Ásia, a goji berry é a fruta da planta Lycium barbarum e tem sido usada há centenas de anos na medicina tradicional chinesa. Recentemente, o alimento começou a despertar o interesse da ciência ocidental, quando se descobriram suas propriedades nutritivas e seu poder antioxidante. Parecida com uma uva passa vermelha, a Goji Berry é considerado atualmente um “superalimento” dos mais potentes.

 

Funções e usos práticos da goji berry

Funções e usos práticos da goji berry

A goji berry tem sido a grande sensação dos últimos tempos para quem procura soluções naturais para emagrecimento e prevenção e tratamento de doenças, já que seu uso pode ir desde o reforço do sistema imunológico forte e até à prevenção de problemas oftalmológicos e derrames – além de seu popular uso como parte de dietas.

O alimento é rico em vitaminas C e do complexo B, antioxidantes e possui propriedades anti-inflamatórias. Teste recentes mostraram que a goji berry previne o envelhecimento do organismo, a impotência sexual, e que pessoas que as consomem com moderação sentem melhorias na qualidade de sono, nos níveis de concentração e no controle e combate ao stress, ansiedade e depressão.

Alguns dados também indicam que as goji berries têm ainda a propriedade de melhorar o bem-estar e o humor durante o dia todo. Por conta disso, elas ganharam os apelidos “happy berry (fruta feliz)” ou “smiling berry” (“fruta do sorriso”).

 

Fonte de vitaminas e ajuda na prevenção de doenças

 

Excelente fonte de proteína completa, as goji berries contem pelo menos oito aminoácidos essenciais ao organismo humano, além de 21 minerais entre os quais se destacam zinco, cobre, ferro, cálcio, fósforo e selénio. Além das já citadas vitaminas do complexo B (B1, B2, B6) e vitamina E, o ingrediente da medicina chinesa também é uma fonte valiosa de polissacarídeos, responsáveis pelo fortalecimento do sistema imunitário e ação antienvelhecimento.

Com propriedades antioxidantes e anticancerígenas, ela fortalece o organismo contra as doenças cardiovasculares e inflamatórias, problemas na visão, doenças do sistema neurológico e imunitário. Aumenta ainda os níveis de energia do corpo, auxilia no processo digestivo e na perda de peso. Dados indicam que os aminoácidos presentes da goji berry estimulam o funcionamento das células brancas em até três vezes o normal, prevenindo o desenvolvimento de constipações, gripes e resfriados.

Entre as doenças que podem ser prevenidas pela fruta tibetana estão cancro, tuberculose, insônia, deficiências autoimunes, hipertensão, colesterol, ansiedade e depressão. Além disso, a frutinha vermelha também pode ajudar as mulheres aliviando as dores provocadas pela menstruação e regulando os níveis de insulina dos diabéticos.

 

Como e quanto consumir

 

A goji é um fruto constituído por pequenos bagos vermelhos, que são desidratadas tanto ao sol quanto em ambientes especiais com temperaturas inferiores a 40º C. Facilmente encontradas em mercados especializados, farmácias de manipulação e na internet, as goji berrys são vendidas em pacotes e podem ser consumidas cruas, em saladas, chás, com cereais no café-da-manhã, misturada nos iogurtes, com granola, batidos ou mesmo misturada no molho, no arroz ou em sopas.

Embora seja um alimento conhecido há mais de dois milênio na cultura tradicional chinesa, a verdade é que essa fruta ainda foi pouco estudada pela comunidade científica ocidental. Os estudos até o momento concordam com suas funções benéficas, mas alertam que o consumo deve ficar entre 15g e 50g por dia, nunca ultrapassando esse limite.

Médicos também contraindicam o uso da goji berry em pessoas que tomem medicamentos anticoagulantes, além de ainda não haver estudos conclusivos sobre os efeitos do alimento em grávidas, lactentes e crianças.

Deixe uma resposta